03 Sep 2020

Volta às aulas e pandemia diminuem queda do mercado de tablets no primeiro trimestre de 2020, diz estudo da IDC Brasil

Volta às aulas e pandemia diminuem queda do mercado de tablets no primeiro trimestre de 2020, diz estudo da IDC Brasil

Queda foi de 3% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a projeção inicial para o período era de 10% de retração



São Paulo, 12 de junho de 2020 – No primeiro de trimestre de 2020 foram vendidos 674.163 tablets no Brasil, queda de 3% em relação aos três primeiros meses do ano passado. Para o período, a IDC previa queda de 10%, mas a pandemia de covid-19 aumentou o consumo desse dispositivo. Essas são algumas das conclusões do estudo IDC Brazil Tablets Tracker 1Q2020, realizado pela IDC Brasil, líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações.

Do total de unidades comercializadas de janeiro a março de 2020, 624.512 foram consumidas pelo varejo, queda de 4,7%, e 49.651 pelo mercado corporativo, alta de 25,7% em comparação com o primeiro trimestre de 2019. A receita foi de R$ 444,4 milhões, alta de 1,1%, e o ticket médio foi de R$ 659,13, aumento de 4,1%, em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo a IDC Brasil, os índices refletem duas situações de alta demanda. A volta às aulas, em janeiro, com 34,8% das unidades vendidas, e o início da quarentena, em março, com 35,5%. “Em janeiro, tradicionalmente há uma reposição de estoques esvaziados pela Black Friday e Natal. Este ano, o mercado, que já vinha acompanhando a evolução do novo coronavírus no mundo, se preparou para atender também a demanda provocada pelas medidas de distanciamento social”, diz Rodrigo Okayama Pereira, analista de mercado da IDC Brasil. “Projetos do governo e educação contribuíram para o crescimento das vendas de tablets no segmento corporativo”, afirma.

O analista de mercado da IDC Brasil destaca também o modelo Device as a Service. “No início do isolamento social, empresas começaram a buscar serviços de aluguel de equipamentos para o período em que seus funcionários ficariam afastados do local de trabalho”, lembra Rodrigo.



Expectativas

Para o segundo trimestre de 2020, a previsão da IDC Brasil para o setor de tablets é que siga o movimento de queda, acentuado pelos impactos da pandemia de covid-19, da alta do dólar e do desemprego. Para o ano, a IDC espera que a retração total seja de 12%.

***

Sobre a IDC

A International Data Corporation (IDC) é líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e eventos para os mercados de tecnologia da informação, telecomunicações e tecnologia de consumo.

Com mais de 1.100 analistas em todo o mundo, a IDC fornece conhecimentos globais, regionais e locais sobre tendências e oportunidades em tecnologia e indústria em 110 países.

A análise e o conhecimento da IDC ajudam os profissionais de TI, executivos e a comunidade de investimentos a tomar decisões fundamentadas sobre a tecnologia e atingir os principais objetivos comerciais.

Fundada em 1964, a IDC é uma subsidiária da IDG, a principal empresa de tecnologia, pesquisa e mídia de eventos do mundo.

Para saber mais sobre IDC, visite www.idc.com e www.idclatin.com

Acompanhe a IDC no LinkedIn - https://www.linkedin.com/company/IDC-Latin-America

Coverage

Regions Covered

Brazil


Topics Covered

COVID-19, Detachable tablet, Slate tablet